terça-feira, janeiro 11, 2005

Linho


Cortesia: Câmara Municipal de Arcos de Valdevez

Estamos no Inverno e o linho não aquece. Por que é que, então, me lembrei dele?

O linho representa a elegância obtida de esforço e conhecimento ancestral de quem vive lado a lado com a terra. A demorada e difícil produção do linho, em muitas etapas com agenda bem definida, a sua fiação artesanal, tema de tantos contos populares, o seu toque muito próprio, a sua cor crua mas vaidosa, tudo isso dá ao linho um charme indisfarçável.

O linho não tem nacionalidade. Mas possuí-lo, antigo, com padrões tradicionais desenhados ou puxados em linha de algodão, ou torcidos nos fios da urdidura depois de tirados alguns fios da trama, é justa razão para orgulho nas nossas raízes.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...