quarta-feira, janeiro 12, 2005

Grandes diálogos, fracos debates eleitorais



Platão e Galileu ofereceram-nos grandes diálogos. Há poucas décadas, havia ainda grandes debates eleitorais na televisão portuguesa. Agora, a correlação de forças é feita no convidar e no aceitar ou recusar.

Discussão de ideias? O que é que isso interessa? Interessa é a cor da gravata e, supostamente, os segundos a mais ou a menos num cronómetro. A apresentadora do "Prós e Contras" deixou escapar num dos programas que pensava que talvez saissem do seu programa alguns "ministeriáveis". Como se não bastasse sermos representados pelas escolhas de concelhias e líderes de partidos, ainda teríamos que estar sujeitos às arbitrariedades das escolhas de uma jornalista...

É isto uma democracia?

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...