terça-feira, outubro 12, 2004

Christopher Reeve (1952-2004)



Morreu um ícone. Vou lembrar-me dele em "Deathtrap", de Sidney Lumet. Há dez anos, um cavalo estúpido impediu que moças de vista fraca pudessem voltar a ser salvas pelos seus braços. Continuou, com a super-dignidade de quem não se rende à tragédia. Terminou agora o seu e o nosso sofrimento.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...