quarta-feira, dezembro 15, 2004

O efeito da ONU no comportamento dos animais políticos

Um colega pragmático que tive tinha uma lei empírica: segundo ele, quando as pessoas envelhecem, tendem a passar, ideologicamente, da esquerda para a direita. Penso que não é preciso ser de esquerda nem de direita para perceber o fundo desta ideia, que é o putativo aumento do cepticismo e da desilusão com a natureza humana ou, mais simplesmente, um maior realismo, à medida que aumenta a experiência de vida e o conhecimento dos homens.

Apesar de ter um número limitado de observações, arrisco uma outra lei empírica: quem contacta a Organização das Nações Unidas, nomeadamente em trabalho, torna-se mais humano, mais tolerante e mais sensível às misérias e às injustiças do mundo.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...