terça-feira, dezembro 21, 2004

Abelardo e Heloísa: uma dor tão grande

"Tanto me encorajava a certas coisas como fazia precisamente o contrário e vendo que não podia demover-me dos meus propósitos nem provocar a minha cólera, entre lágrimas e suspiros disse: «Por último, resta-nos saber o seguinte: ao perdermo-nos assim, nós dois encontraremos uma dor tão grande quanto o nosso amor.» O mundo inteiro reconheceu, no futuro, o espírito da profecia contida nestas palavras."

(in "As Cartas de Abelardo e Heloísa", Guimarães Editores)

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...