quinta-feira, dezembro 23, 2004

Fogo



É "desenvolvimento simultâneo de calor e luz produzido pela combustão de certos corpos". Pode ser instrumento de guerra ou centro de círculo para negociar e saborear a paz.

Quando está frio, há neste abrigo uma simples fogueira. O fogo, sempre igual, tem coreografias sempre diferentes. O crepitar da madeira recorda permanentemente a sua presença. Ocasionalmente, haverá broa e queijo fresco. E cantigas, e histórias, e risos. E esperança e fraternidade, se isso ainda existe.

Aconcheguem-se.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...