terça-feira, março 01, 2005

Macacos nus numa prisão espacio-temporal

Somos seis mil milhões, e sempre a crescer. Uma praga no planeta. As espécies mais próximas contam algumas dezenas de milhares de indivíduos, sempre a diminuir...

Somos senhores dos nossos destinos, homens e mulheres livres? Ou descobrimos a cada dia, se nos permitirmos isso, a máxima oriental que nos diz que a vida não é mais que sofrimento?

Até onde foi a ciência, para lá das estratégias de sobrevivência?

Até onde foi a arte, para lá dos rituais de acasalamento ou das penas dos pavões?

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...