terça-feira, março 08, 2005

Dia da mulher

Vivemos num tempo de uma grande explosão tecnológica e de enormes avanços na compreensão do funcionamento dos genes, dos cérebros e das hormonas femininas e masculinas. Ou seja, existe hoje uma base inédita para a compreensão e comunicação entre sexos. Por isso, espanta-me que ainda haja homens e mulheres que escolham deliberadamente a "guetização" dos sexos, em vez da comunicação. Homens que não abdicam do clube dos machos latinos e mulheres que não prescindem do comércio "cor-de-rosa" estupidificante. Ainda há revoluções de mentalidades por fazer.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...