segunda-feira, fevereiro 07, 2005

Fractura



Um dia, há alguns anos, pensei que tinha acordado num país civilizado. A discussão no parlamento, no dia anterior, tinha-se prolongado até tarde, pelo que só de manhã, quando liguei o rádio, é que soube que tinha sido aprovada a despenalização do aborto. Fiquei radiante! Quando, uns minutos mais tarde, me encontrei com uma amiga, só faltou beliscarmo-nos uma à outra. Depois, vieram a astúcia do Professor Marcelo e o catolicismo do Engenheiro Guterres e voltámos a ser o país do costume.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...