quarta-feira, janeiro 18, 2006

Protecção de dados

Julgava que só um certo perfil de pessoas fazia isto inocentemente. Mas enganei-me. O Ministério da Educação enviou hoje um email (entre umas dezenas idênticos, presume-se), com mais de um milhar de destinatários. À vista de todos os restantes destinatários. Como é bem sabido, estas listas de endereços de email são um regalo para quem quer fazer publicidade gratuita (e cartas da Nigéria, e propagação de vírus, etc, etc) através do correio electrónico.

Noutro dia foram os sms da Carris, noutro a factura detalhada da PT do cliente Estado.

Sempre gostava de saber onde anda a tal comissão de protecção de dados e o que acontece aos responsáveis por esta violação da privacidade dos cidadãos.

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...