domingo, março 05, 2006

Por que ainda sou feminista


(Simone de Beauvoir fotografada por Elliot Erwitt)


Por causa da Sharia mais ou menos implementada em muitos países de maioria muçulmana. Ou por causa dos abortos determinados pelo sexo na Índia e na China. Em muitos lugares do mundo, as mulheres ainda estão muito longe de alcançar a igualdade entre sexos perante a lei. Por isso, tenho pena que a chamada "mulheres de todo o mundo, uni-vos", hoje desacreditada, tenha sido substituída por outra com menos força, a do "pedido" do respeito pelos direitos humanos dos países mais desenvolvidos aos países com "especificidades culturais" ancestrais... É que, se Kennedy disse um dia, retoricamente, que também era berlinense, posso dizer, factualmente, que também sou uma mulher, e que apenas tive a sorte de nascer num país que, apesar de tudo, garante na lei a igualdade entre sexos.

Por isso, a luta continua!

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...