domingo, julho 01, 2007

Desencanto

Numa democracia amadurecida, resta como causa nobre a defesa das minorias? A maioria está suficientemente defendida do populismo brando?

Assiste-se permanentemente ao ataque de direitos que foram conquistas de décadas. Agora, até o direito a estar doente e a ter filhos sem ser prejudicado por isso. A partir de um bom múltiplo do salário mínimo, isso deixa de fazer diferença, não é? E quem paga campanhas eleitorais agradece.

Quem tem acesso aos media parece não conhecer nem respeitar quem quer que seja que alguma vez tenha feito greve. Spoilt brats! Parece que Spartakus terá de nascer e morrer mil vezes. Entretanto, o circo continua.

Temos o que merecemos? Em democracia, todos têm o que merecem?

Sem comentários:

Malditas praxes

Mais um ano letivo, mais uma temporada de praxes. Com trinta graus, andam com capas de lã e de collants aos berros durante horas e horas, a ...